20/05/2019 ÁGUA

Abastecimento monitorado em tempo real

A Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul) utiliza tecnologia para monitoramento em tempo real do sistema de abastecimento de água do município de Dourados. No final de 2018, a companhia inaugurou o Núcleo de Operações e Controle – que fica na sede da Sanesul, em Campo Grande. 
 
A tecnologia funciona por meio de telemetria (sistema online de monitoramento) e a equipe da Sanesul acompanha detalhes do abastecimento da cidade em painéis eletrônicos em tempo real. Nos painéis é possível ver os índices de produção dos poços, bem como a quantidade de água disponível em cada reservatório da Sanesul. “Com essas informações, uma equipe de técnicos verifica simultaneamente a distribuição de água e, caso ocorra alguma falha, consegue identificar de forma rápida o problema e iniciar os reparos necessários em conjunto com as unidades locais”, explica o diretor comercial e de operações da Sanesul, Onofre Assis de Souza.
 
Além de Dourados, a Sanesul também utiliza essa tecnologia para monitorar o abastecimento de água nos municípios de Corumbá, Ponta Porã, Três Lagoas, Maracaju e do distrito de Vista Alegre.
 
A Sanesul investe R$ 234 milhões em obras de saneamento em Dourados, considerando as obras concluídas, em execução ou a executar. Do total, R$ 158 milhões são recursos da própria companhia. “Índice do Ministério da Saúde aponta que para cada real gasto com saneamento básico, você deixa de gastar quatro em tratamento de saúde. Já universalizamos o fornecimento de água e agora estamos trabalhando para nos próximos anos universalizar também o esgotamento sanitário”, disse o diretor-presidente da Sanesul, Walter Carneiro Junior. 

Veja também

17/06/2019
ARTIGO | A Guerra das águas continua
17/06/2019
RECURSOS HÍDRICOS | Projeto da Imerys gera economia de água
03/06/2019
PARANÁ | Sanepar investirá R$ 7 bilhões
03/06/2019
SANEAMENTO | Limeira já tem esgoto universalizado
27/05/2019
SANEAMENTO | Quase R$ 500 bi para universalisação
27/05/2019
MACROMETRÓPOLE PAULISTA | Os impactos do crescimento desordenado
20/05/2019
AEGEA | Receita líquida cresce 51%
20/05/2019
SANEAMENTO | Abcon se posiciona a favor de MP