16/11/2017 ÁGUA

Comunidade pede mais financiamentos

A maioria dos planos climáticos nacionais com um componente de adaptação que foram submetidos no âmbito do Acordo de Mudança Climática de Paris prioriza a ação na água, mas o financiamento precisaria triplicar para US$ 255 bilhões por ano para atingir esses objetivos. Esta foi uma das mensagens principais da comunidade internacional da água durante a COP-23. "O uso sustentável da água para múltiplos propósitos deve continuar sendo um meio de vida e precisa estar no centro da construção de cidades resilientes e assentamentos humanos e garantir a segurança alimentar em um contexto de mudança climática", disse Mariet Verhoef-Cohen, presidente da Women for Water Partnership e co-presidente da Plataforma de Escassez de Água na Agricultura (WASAG).

A comunidade internacional de água co-assinou um docimento chamado de "declaração de solução baseada na natureza" na abertura do Dia de Ação da Água para incentivar o uso de sistemas naturais na gestão de suprimentos de água saudáveis.

Cerca de 40% da população mundial enfrentará escassez de água em 2050, acelerando a migração e provocando conflitos, enquanto algumas regiões podem perder até 6% de sua produção econômica, a menos que seja melhor gerenciada. "Envolver as mulheres e os homens na tomada de decisões e as iniciativas integradas de recursos hídricos leva a uma melhor sustentabilidade, governança e eficiência", afirmou a Sra. Verhoef-Cohen.

Os obstáculos ao acesso ao financiamento para atender aos requisitos de investimento em mudanças climáticas no setor de água dificultam a realização do Objetivo 6 do Desenvolvimento Sustentável da ONU (garantindo disponibilidade e gerenciamento sustentável de água e saneamento para todos), além de pôr em perigo o objetivo do Acordo de Paris de garantir que a temperatura média global suba bem abaixo de 2 graus Celsius e o mais próximo possível de 1,5. A comunidade internacional da água engloba várias redes, incluindo também #ClimateIsWater, Alliance for Global Water Adaptation (AGWA) e Global Alianças para Água e Clima (GAfWaC). A comunidade sublinhou o imperativo de desenvolver uma cooperação mais estreita dentro da comunidade climática, bem como as comunidades de energia, agricultura, urbanas, saúde e oceanos.

Os especialistas da comunidade da água disseram que os países devem comprometer-se em ações ambiciosas, através do aumento dos esforços anunciados em seus planos climáticos nacionais - conhecidos como contribuições nacionais.

Veja também

05/04/2018
AQUÍFERO GUARANI | Abas desmente privatização
05/04/2018
RECURSOS HÍDRICOS | Manuais sobre gerenciamento são lançados
19/03/2018
FORUM MUNDIAL DA ÁGUA | ONU defende soluções baseadas na natureza
29/01/2018
FORUM MUNDIAL DA ÁGUA | Aberto segundo lote de inscrições
15/01/2018
RECURSOS HÍDRICOS | Cartilha sobre de uso racional na agricultura
14/12/2017
SEGURANÇA HÍDRICA | Firjan e TNC na Coalização Cidades pela Água