02/09/2019 ENERGIA SOLAR

Eternit lança telha fotovoltaica

A Eternit acaba de lançar a primeira telha fotovoltaica com tecnologia desenvolvida no Brasil e que permitirá transformar a energia captada do sol em energia elétrica. Com tecnologia aprovada pelo Inmetro, a Eternit também criou a marca Eternit Solar – que será o mesmo nome da companhia - para produzir e futuramente comercializar as linhas fotovoltaicas. "Estamos desenvolvendo o processo industrial para fabricação em larga escala desta que é a primeira geração de telhas fotovoltaicas a passar nos testes de certificação do Inmetro, o que representa um momento importante para a companhia. Trabalhamos nesse projeto ao longo de um ano e agora estamos apresentando ao mercado de construção civil o primeiro modelo aprovado feito em concreto, com várias opções de cores e de acabamentos, e células fotovoltaicas integradas no material. Em breve, os produtos estarão disponíveis para os consumidores", afirma Luís Augusto Barbosa, presidente do Grupo Eternit. 
 
Cada telha da Eternit Solar produz 9,16 watts e tem dimensão de 365 x 475 mm. A capacidade de produção média mensal de uma única telha é de 1,15 kwh/mês. Segundo o diretor Comercial do Grupo Eternit, Rodrigo Inácio, a estimativa é que essa tecnologia seja vantajosa para o consumidor ao permitir entre 10% e 20% de economia no valor total da compra e da instalação das telhas fotovoltaicas, em relação aos paineis solares montados em cima de telhados comuns. O retorno sobre o investimento ocorre dentro de um período relativamente curto, de três a cinco anos, dependendo do sistema. 
 
Segundo a Eternit, uma residência pequena pode ter em torno de 100 a 150 telhas fotovoltaicas de concreto, enquanto casas de médio e alto padrão, de 300 a 600 unidades ou mais. O restante do telhado é feito com telhas comuns, complementadas com acabamentos como cumeeiras, laterais, espigão do mesmo modelo, com mesmo material e encaixes perfeitos, garantindo a melhor estética do telhado.
 
Nessa fase de pré-lançamento, a Eternit está em negociação com potenciais parceiros, clientes, investidores e distribuidores. As primeiras telhas fotovoltaicas, fabricadas na unidade da empresa em Atibaia (SP) serão disponibilizadas nos próximos meses para instalação de projetos-piloto com clientes selecionados. Posteriormente, a escala de produção será ampliada para que o produto seja comercializado em todo o Brasil. 

Veja também

10/09/2019
ENERGIA EÓLICA | BNDES certifica turbina da Vestas
23/08/2019
ENERGIA SOLAR | AES Tietê inaugura complexos solares
23/08/2019
BIOELETRICIDADE | Mercado Livre beneficia consumidor
14/08/2019
ENERGIA SOLAR | Geração no Brasil ultrapassa 1 GW
05/07/2019
ENERGIA RENOVÁVEL | Setor já emprega 11 milhões de pessoas
05/07/2019
FONTES RENOVÁVEIS | Energia solar para operar ETE
17/06/2019
FONTES LIMPAS | Santander quer ser 100% renovável
10/06/2019
FONTES RENOVÁVEIS | Google tem 100% de consumo