15/05/2017 SOLENIS

Inaugurado Centro de Tecnologia em Paulínia

A Solenis inaugurou, dia 8 de maio, o seu Centro de Tecnologia na cidade de Paulínia (SP). Com cerca de 1000 m2 de área construída, este é o sétimo centro de tecnologia da companhia no mundo. Os outros seis estão localizados em Wilmington (Estados Unidos), Krefeld (Alemanha), Barendrecht (Holanda), Shanghai (China), Drammen (Noruega) e Terrassa (Espanha). 
 
O Centro de Tecnologia faz parte do pacote de investimentos de R$ 170 milhões realizados pela Solenis no último triênio. Além do novo Centro de Tecnologia, o valor inclui a instalação de dois novos reatores na fábrica de Paulínia, a aquisição da Quimatec Produtos Químicos, em Araraquara, e diversas iniciativas de melhorias de processos. Com o novo Centro, a Solenis amplia sua capacidade de estabelecer parcerias estratégicas com o fornecimento de especialidades químicas para o tratamento de águas industriais e aditivos para processos nos segmentos de celulose e papel, açúcar e álcool e mineração. “Juntamente com outros investimentos realizados recentemente na planta de Paulínia, o Centro de Pesquisa é um passo importante para entregarmos a inovação que os nossos clientes precisam, já que passamos a disponibilizar equipamentos de última geração e ainda mais especialistas para atender a todos os segmentos em que atuamos”, afirma José Armando Aguirre, vice-presidente da Solenis na América Latina.
O objetivo da Solenis é que as novas soluções e produtos possam ser desenvolvidos no local, do início ao fim do processo, nos setores de celulose e açúcar e etanol. Em breve, o Centro de Tecnologia de Paulínia será o Centro de Excelência Global da Solenis no desenvolvimento de especialidades químicas para o mercado de celulose. “O Brasil já é um dos maiores produtores de celulose do mundo e é um setor em franca expansão”, afirma Aguirre. 
A Solenis investiu pesado na lista de equipamentos da mais alta tecnologia instalados atualmente nos cinco laboratórios que compõem o Centro de Pesquisas. O destaque é o novo laboratório-piloto, onde está instalada uma torre de resfriamento e o OnGuard™, inovador sistema de monitoramento e controle da performance do programa químico. Neste espaço é possível simular as condições reais de operação de uma torre de resfriamento, utilizando amostras de água proveniente dos clientes. A empresa ampliou também os serviços já prestados, incluindo a análise de amostras fornecidas pelos clientes e o desenvolvimento de novos produtos específicos para o mercado latino-americano. 
 
O laboratório de serviços analíticos será focado na análise de amostras de águas, celulose e papel cedidos pelos clientes. Ao todo, atualmente, são recebidas mais de 700 amostras e cerca de seis mil análises são realizadas por mês para fornecer respostas técnicas e recomendações para a resolução de problemas. A equipe de vendas da Solenis trabalhará em estreita colaboração com o laboratório analítico para responder rapidamente aos desafios e validar e monitorar os programas da Solenis. 
 
A equipe da Solenis no laboratório de “FastTrack”, outro entre os cinco laboratórios no PTC, será responsável pelo rápido desenvolvimento de novos produtos. Serão realizados testes que simulam as condições de aplicação dos produtos da Solenis, de forma a verificar e comparar a performance de diferentes produtos, além de possibilitar o desenvolvimento de soluções inovadoras. Também haverá laboratórios dedicados às análises físicas de papel e análises microbiológicas, que possibilitarão o uso de novas técnicas analíticas e o incremento da qualidade do suporte técnico prestado pela Solenis.

Veja também

22/05/2017
EFLUENTES | Novos modelos de difusores de ar
22/05/2017
BIOREMEDIAÇÃO | Ramboll apresenta casos de sucesso
10/02/2017
SERVIÇOS | Telemetria da Vector para Jacareí
10/02/2017
SANEAMENTO | A estratégia da Enfil para o setor
10/01/2017
TRATAMENTO DE ÁGUA | Bauminas anuncia nova unidade