19/05/2015 PRÊMIO

LIF conhece seus vencedores

A Câmara de Comércio França-Brasil (CCFB) entregou os prêmios do LIF (Liberdade, Igualdade e Fraternidade) para a farmacêutica Sanofi, o Instituto Supereco e o Luta pela Paz por seus projetos nas áreas socioambientais. O prêmio visa ressaltar e reconhecer as práticas nas categorias Preservação e Proteção dos Recursos Naturais, Público Interno e Apoio às Comunidades Locais.

Na categoria “Público Interno”, a vencedora foi a Academia Sanofi, nome utilizado para representar a educação corporativa formal da Companhia, que viabiliza ações de educação à distância e presenciais, com uso de plataformas e um menu de treinamento corporativo. O segundo e terceiro lugar ficou, respectivamente, com o Sistema Federação das Indústrias do Estado do Paraná - Mais Carona no Sistema Fiep e Louis Dreyfus - Programa de Mentoring. Já na categoria “Preservação e Proteção dos Recursos Naturais”, com o projeto “Tecendo as Águas”, o Instituto Supereco foi o vencedor. Desenvolvido desde 2013, o projeto busca contribuir para a recuperação da qualidade dos recursos hídricos dos principais sistemas de abastecimento da região de São Sebastião e Caraguatatuba, no litoral de São Paulo. A Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza – “Programa de Apoio a ações de conservação” e Hotelaria Accor - Plant for the Planet : Programa de reutilização de toalhas Accor ficaram com o segundo e terceiro lugar, respectivamente.

Na categoria “Apoio às Comunidades Locais”, o primeiro lugar ficou com o projeto “Luta Pela Paz”, que utiliza boxe e artes marciais na promoção da educação e desenvolvimento pessoal, com o intuito de desenvolver o potencial de jovens em comunidades que sofrem com o crime e a violência. O Consórcio Estreito Energia - CESTE - Cerrado Doce e a Fundação Volkswagen - Concurso de Projetos Sociais Volkswagen na Comunidade também foram premiadas. Os vencedores de cada categoria apresentaram os projetos no dia 12 de maio durante o VII Fórum de Sustentabilidade da CCFB-SP. “O nosso intuito é que as ações destacadas sirvam de exemplo para outras organizações”, afirma Sueli Lartigue, diretora da entidade.

Veja também