Lucro líquido de R$ 237 milhões no trimestre

20/05/2022

A Aegea Saneamento registrou lucro líquido de R$ 237 milhões no primeiro trimestre de 2022, crescimento de 148% em relação ao mesmo período do último ano. A receita líquida atingiu R$ 866,4 milhões, um aumento de 34,1% na comparação com o mesmo trimestre de 2021. O EBITDA atingiu R$ 662,7 milhões, 88% a mais no comparativo ao mesmo trimestre do ano passado, sendo que a margem EBITDA atingiu 76,5%. 

Nos três meses iniciais de 2022, a Aegea focou na disciplina financeira e gestão da estrutura de capital, ao considerar que tem o compromisso com a sustentabilidade e a evolução na agenda ESG, além de concluir  a captação de US$ 500 milhões em títulos sustentáveis no mercado internacional, os chamados sustainability- linked bonds (SLB). Os SLB são instrumentos de dívida atreladas ao alcance de metas de sustentabilidade e que têm as características financeiras vinculadas a esses compromissos. “Fechamos o primeiro trimestre com sólida performance operacional e financeira, como evidenciado pelo crescimento de 88% do EBITDA. Este resultado foi impulsionado pelo avanço nas redes de cobertura e aumento de eficiência operacional e pelo início das operações de novas PPPs e da coligada Águas do Rio. Em outra frente, em linha com a nossa estratégia financeira, com foco no alongamento do prazo médio da dívida, concluímos após o encerramento do trimestre, a emissão dos bonds SLB, vinculados à metas de sustentabilidade, reforçando a confiança do mercado em nosso modelo de negócios e nossa evolução agenda ESG.” Afirma André Pires, CFO da Aegea Saneamento.

A Aegea conseguiu 3,7 milhões de economias atendidas no trimestre, um aumento de 12,3% em relação ao mesmo trimestre de 2021, que resultou no crescimento de 15,5% no volume faturado. A empresa destaca o número de domicílios atendidos com coleta e tratamento de esgoto que cresceu 31,1%, atingindo 1,8 milhão no período, sem considerar o número de economias da coligada Águas do Rio. Segundo a Aegea, o aumento se deve, principalmente, ao início das operações das concessionárias Ambiental MS Pantanal (MS) e Ambiental Cariacica (ES), que adicionaram 319,6 mil novas economias e foram responsáveis por 77,2% do incremento total, além da expansão de rede nas demais concessões e PPPs. A Águas do Rio contribuiu também para o bom desempenho com o início das operações em novembro de 2021. A concessionária atingiu 3,7 milhões de economias ativas e volume faturado de 201 milhões de m³, com reconhecimento de R$ 93,8 milhões de resultado de equivalência patrimonial na Aegea.