18/11/2019 BAÍA DE GUANABARA

Passarelli fará nova obra de despoluição

A empresa de engenharia Passarelli assinou contrato com a Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade do Rio de Janeiro (SEAS) para construir Coletor Tronco Faria-Timbó, mais uma obra do Programa de Saneamento Ambiental dos Municípios do entorno da Baía de Guanabara (PSAM). A empresa já construiu o Coletor Tronco Cidade Nova, cuja primeira etapa do projeto foi entregue em abril de 2019. 
 
O Coletor Tronco Faria-Timbó começará a ser construído entre o final deste ano e o início de 2020, com previsão de conclusão das obras em dois anos. Ele terá 6.095 m de extensão e coletará 1.049 litros por segundo de esgoto, atualmente lançados na Baía de Guanabara. Após a conclusão das obras, o esgoto irá para a Estação de Tratamento de Esgoto de Alegria (ETE Alegria). 
 
A obra beneficiará 456 mil habitantes de vários bairros. "Será uma obra complexa e de grande porte, pois executaremos túneis em trechos de rocha e de solo, que necessitam de expertise técnica e de equipamentos avançados e de alta tecnologia para uma perfeita execução", conta Cássio Penteado Serra Neto, gerente de obras da Passarelli responsável pela obra do Coletor Tronco. 
 
Da extensão total, 4.740 m serão escavados pelo Método Não Destrutivo (MND) com diâmetro de 1.500 mm, sendo 1.477 metros em rocha e 3.263 em solo. Ambos serão executados utilizando os Shields da Passarelli. A obra contará ainda com execução de trechos em Vala à Céu Aberto (VCA) nos diâmetros de 1.000 e de 600 mm. 
 
No trecho mais complexo, que inclui a escavação em rocha, a Passarelli vai utilizar a versão mais avançada de sua máquina Shield - única do Brasil e da América Latina capaz de escavar em rocha -, adquirida pela empresa em 2018 da alemã Herrenknecht. Com 1.500 mm de diâmetro, esta mesma máquina levou apenas 30 dias para completar um túnel de 116 metros sob o leito do Rio Tietê, em Barueri (SP), em obra para a Sabesp.