16/07/2015 ABASTECIMENTO

Semasa adota rodízio apesar de economia de água

O Semasa - Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André – informa que desde 1º de julho a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) envia 1,75 m³/s de água para atender o município. A Semasa diz que esta quantidade é insuficiente para abastecer de forma adequada toda população da cidade e que, apesar de todos os esforços, deverá implantar rodízio, já que pela frente estão os meses de maior calor onde o consumo de água é maior. Até junho, Santo André recebia da Sabesp 1,85 m³/s, volume com o qual o município já era abastecido no limite da sua necessidade.
 
Em Santo André, ações de combate a perdas realizadas pelo Semasa e a economia feita pela população em casa e no trabalho conseguiram reduzir o consumo de água em 22% em um ano (de março de 2014 a junho de 2015). O volume reduzido no período corresponde ao consumido por uma cidade do porte de São Caetano. Mesmo assim, a partir de julho, a Sabesp decidiu impor um corte ainda maior a Santo André, da ordem de 26%, o que tem causado diversas dificuldades de abastecimento, penalizando principalmente bairros altos e distantes dos centros de reservação. 
Por isso, o Semasa pede aos moradores que mantenham o consumo racional e a economia de água mesmo durante os dias mais frios, evitando o desperdício, checando possíveis vazamentos internos e realizando o reaproveitamento de água quando possível (água de banho e da máquina de lavar roupas, etc). Com o número-conta, o morador também pode checar no site do Semasa como está o abastecimento na sua região e, assim, planejar melhor o seu consumo de água.
 

Veja também

17/06/2019
ARTIGO | A Guerra das águas continua
17/06/2019
RECURSOS HÍDRICOS | Projeto da Imerys gera economia de água
20/05/2019
DESSALINIZAÇÃO | Cagece vai instalar planta de grande porte
22/04/2019
SEGURANÇA HÍDRICA | Governo lança Plano Nacional
28/03/2019
ABASTECIMENTO DE ÁGUA | Passarelli conclui túnel sob Tietê