27/04/2018 LICENCIAMENTO AMBIENTAL

SP condiciona à logística reversa

A partir de junho, no Estado de São Paulo, os fabricantes de produtos que resultem, após consumo, em resíduos considerados com significante impacto ambiental, terão que apresentar um plano com metas e sistema de coleta para promover a logística reversa dos resíduos, além das outras condicionantes normais.

“Esse tipo de exigência certamente irá produzir uma grande transformação nos processos, pois ela indica o início de uma nova relação das empresas com seus consumidores, alterando  o esboço tradicional dos projetos de produtos e a relação custo/investimento/retorno”, alerta o gerente técnico da consultoria e engenharia ambiental Geoklock, Vinícius Ambrogi. 

Segundo ele, a mudança é uma iniciativa inédita no Brasil e pode ser ampliada paraoutros Estados. “Ou seja, deixa-se de licenciar as empresas apenas com vistas à atividade produtiva” e se passa a levar em conta os efeitos relacionados com o ciclo de vida dos produtos e as matérias-primas que compõem esses produtos. O interesse é obviamente ambiental, de recuperação de matérias-primas, trazendo os resíduos de volta para a cadeia produtiva, com vistas ao desenvolvimento de uma economia circular”, acrescenta Ambrogi.

De acordo com o procedimento publicado pela  Cestesb, nos planos para obtenção de licenciamento ambiental deverão ser incluídas metas de coletas e condições de implementação e operação de logística reversa. A medida gradativamente passará a ser exigida como condicionante para emissão ou renovação de licenças de operação de um rol de empreendimentos.

A exigência da logística reversa consisteem um dos principais aspectos da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS).

Veja também

12/04/2018
EMPRÉSTIMO VERDE | Desenvolve SP atinge marca de R$ 200 mi
05/04/2018
MEIO AMBIENTE | Proposta de instituto é oficializada
19/03/2018
PARQUES | Lançado edital sobre concessão
22/02/2018
LOGÍSTICA REVERSA | Parceria de sucesso em Maringá
15/01/2018
LOGÍSTICA REVERSA | Máquinas de reciclagem para três capitais
08/01/2018
LICENCIAMENTO | São Paulo cria o Via Rápida Ambiental