19/04/2021
SANEAMENTO

Águas de Jahu comemora seis anos

A Águas de Jahu completou, em abril, seis aos de atuação com mais de R$ 62 milhões investidos nos sistemas de água e de esgoto do município de Jaú (SP). Atualmente, a população já recebe água tratada e, partir de junho, entra no rol de cidades brasileiras com 100% de coleta, afastamento e tratamento de esgoto.

O superintendente da concessionária, Ivan Mininel, enfatiza que Águas de Jahu sempre teve como objetivo prestar um serviço de excelência aos jauenses. “Foi assim ao implantar a sede administrativa e operacional num ponto estratégico, no Jardim Olímpia, de onde se alcança rapidamente qualquer ponto da cidade, agilizando o atendimento das demandas. Da mesma forma, a loja de atendimento ao cliente foi montada em um local de fácil acesso, ao lado da rodoviária, em Vila Nova”. O superintendente comenta ainda que a implantação do Centro de Controle Operacional (CCO) proporcionou eficiência e agilidade nas manutenções e manobras operacionais dos sistemas de água e esgoto.

No que se refere ao atendimento ao cliente, a Águas de Jahu afirma que buscou sempre aprimorar a qualidade de seus serviços e adotar as melhores e mais modernas opções de atendimento. Inicialmente, a concessionária implantou um sistema de atendimento gratuito por telefone e depois o regime de plantão 24 horas para serviços de manutenção e reparos emergenciais. A frota de 70 veículos pesados e leves é renovada frequentemente para executar os serviços com rapidez e qualidade. Os canais de atendimento foram ampliados com a implantação do WhatsApp, Chat Interativo, aplicativo Cliente Águas e com o atendimento virtual pela GABi, que otimiza processos sem que o cliente precise falar com um atendente ou se deslocar até a loja.

Além da preocupação com o saneamento da cidade, a Águas de Jahu desenvolveu ações comunitárias neste período em áreas como meio ambiente e saúde. A companhia fechou parceria para realização de atividades com órgãos públicos e ONGs. Por meio do Programa Olhar Ambiental, a concessionária também faz apresentações a estudantes do município, mostrando como é realizado todo o processo de captação, tratamento e distribuição de água, assim como a coleta, afastamento e tratamento de esgoto, além de sempre enfatizar a importância da água para a vida. Atualmente, em ação de combate ao coronavírus, a Águas de Jahu vem fazendo a desinfecção do entorno dos hospitais públicos semanalmente, serviço iniciado no ano passado e, quinzenalmente, nos espaços públicos de maior concentração, como praças e proximidades de agências bancárias.

O Centro de Controle Operacional (CCO) implantado pela concessionária é responsável pelo controle em tempo real dos níveis dos reservatórios e o acionamento do "liga e desliga" das bombas, com o objetivo de garantir mais agilidade e eficiência nos sistemas de tratamento, e distribuição de água e coleta e tratamento de esgoto. A centralização de dados permite maior controle sobre os sistemas de água e de esgoto, proporcionando maior segurança operacional e agilidade nas ações de combate à perda de água.

Entre outros projetos ao longo destes seis anos estão as duas novas adutoras entre o Jardim das Paineiras e o Parque do Rio Jahu, beneficiando 19 bairros com uma melhor distribuição de água, substituição de 196 ramais de ligações domiciliares e a rede de água do Jardim Olímpia. No Jardim São José, foi implantada uma nova adutora, com extensão de 415 metros, e substituída toda a rede de distribuição de água do bairro (cerca de 2.500 metros), além dos 300 ramais de ligações domiciliares de água. Além disso, a Águas de Jahu realizou melhorias operacionais na Estação de Tratamento de Água (ETA) I, onde foram instalados vertedores com geometria labirinto para reduzir o tempo de carreira e diminuir a perda de água potável. Também foram introduzidas comportas para que as vazões de entrada nos decantadores e nos filtros na ETA I se equalizassem e não sobrecarregassem os sistemas, aumentando ainda mais a eficiência do tratamento.

Entre os investimentos, está também o geofonamento para localização de vazamentos não visíveis, proporcionando reparos com rapidez e agilidade nos vazamentos encontrados, e o controle de pressão nas redes de distribuição de água da cidade. A companhia conseguiu reduzir o índice de perdas em 26%, saindo de 65% de perdas, quando a concessionária assumiu os serviços, para os atuais 39%. Águas de Jahu tem como meta atingir um índice de perdas de 25% até o ano de 2027, o que contribui para o meio ambiente.

Na área de esgotamento sanitário, a concessionária colocou em operação a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) de Vila Ribeiro. Além de despoluir totalmente a bacia hidrográfica do bairro, com a nova ETE, Jaú alcança a universalização do saneamento. As estações de tratamento de esgoto Potunduva e Pouso Alegre foram implantadas em 2019. "Com a ETE da Vila Ribeiro, atingiremos os 100% do saneamento básico em Jaú, atendendo toda a cidade com distribuição de água tratada e tratamento de esgoto, o que pouquíssimas cidades do Brasil têm. O saneamento pleno traz várias melhorias para uma cidade, como na saúde, no meio ambiente, no desenvolvimento econômico e, especialmente, na qualidade de vida da população. Águas de Jahu e o Grupo Águas do Brasil têm a satisfação de participar desse marco na história de Jaú, cumprindo o seu compromisso de prestar os melhores serviços para os jauenses", finaliza Mininel.

Veja também