15/06/2020
ESGOTO

Águas de São Francisco do Sul inaugura ETE

A Prefeitura de São Francisco do Sul (SC) e a Águas de São Francisco do Sul inauguram, no próximo dia 16 de junho, de forma inédita e online, a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do Majorca. Construída em 15 meses, a ETE irá tratar cerca de cinco milhões de litros diários de esgoto na baixa temporada e 10 milhões de l/dia na alta temporada (verão), quando estiver em plena operação. 

A estação conta com um sistema de tratamento de esgoto de alta tecnologia em nível terciário e integra o sistema de saneamento básico da região das praias. A obra faz parte do cronograma de investimentos da concessionária para a universalização do saneamento no município. A concessionária é uma empresa do Grupo Aegea que, em Santa Catarina, detém também as concessões das Águas de Penha, Águas de Camboriú e Águas de Bombinhas. 

Victor Aroeira Vilella, gestor operacional da Águas de São Francisco do Sul, afirma que a tecnologia a ser utilizada na ETE é de lodos ativados do tipo Aeração Prolongada através de Reator Sequencial em Bateladas (SBR). O sistema é mundialmente utilizado para o tratamento de despejos domésticos, em situações em que é necessária uma elevada qualidade do efluente tratado. Os efluentes chegarão até a ETE pela estação elevatória de esgoto bruto, onde haverá gradeamento para sólidos grosseiros. Na sequência serão direcionados para o tratamento preliminar, com a retenção de sólidos mais finos, areia e óleo. Após esta etapa, o efluente é direcionado para o reator SBR, que é combinado com tanque de aeração, onde ocorre a decantação e remoção biológica de nitrogênio e fósforo. 

A etapa de aeração consiste em manter uma grande quantidade de bactérias aeróbias em contato com a matéria orgânica presente nos despejos e, desta forma, promover a oxidação bioquímica destes poluentes. O oxigênio requerido para a manutenção do processo será garantido por difusores de ar de bolhas finas do tipo circular de membranas EPDM. O sistema de tratamento SBR tem uma característica específica - a recirculação de lodo ativado não é necessária, pois permanece no tanque em todas as etapas do processo. 

A ETE Majorca conta com dois tanques SBR, que trabalharão de forma alterada e em diferentes etapas do ciclo do processo. Os líquidos clarificados gerados serão destinados para o tanque de contato para desinfecção e posterior lançamento do efluente. O lodo, por sua vez, é encaminhado para a prensa desaguadora para posterior destinação.

Veja também

06/07/2020
ARTIGO | Um novo marco para o Brasil
06/07/2020
MARCO REGULATÓRIO | ANA promete parceria com agências subnacionais
06/07/2020
ABASTECIMENTO | BRK Ambiental conclui obra em Limeira
29/06/2020
BRK AMBIENTAL | Posicionamento sobre marco regulatório''
29/06/2020
SOS MATA ATLÂNTICA | Novo marco não reconhece direito humano