04/05/2021
VEÍCULOS ELÉTRICOS

145 milhões de unidades até 2030

A Agência Internacional de Energia divulgou em seu novo relatório Global Electric Vehicle Outlook 2021, publicado em abril de 2021, que o número de veículos elétricos (VEs) nas estradas globais aumentará para 145 milhões de unidades até 2030. No ano passado, as vendas de novos VEs aumentaram 41% no comparativo anual, para três milhões de carros, elevando a frota global total de VE para 11 milhões de unidades. 

A agência, sediada em Paris, disse que as perspectivas são brilhantes e pelo menos 230m VEs seriam necessários para cumprir as metas do Acordo de Paris. “E se os governos em todo o mundo se unirem para perseguir a meta ainda mais ambiciosa de alcançar emissões líquidas zero globalmente até 2050, a frota global de veículos elétricos ficaria ainda maior”, acrescenta a Agência Internacional de Energia em seu levantamento. 

O ímpeto construído em 2020, apesar da pandemia e da desaceleração nas vendas automotivas em geral, deve continuar até 2021. No primeiro trimestre do ano, as vendas de VE já aumentaram 140% no comparativo anual para 1,1 milhão de unidades, com a participação de mercado de VE dobrando no ano. A Europa e a China continuarão a liderar os mercados globais de VE, embora as vendas nos Estados Unidos também devam aumentar. Em 2030, as vendas de VE (todos os modos) na Índia e no Japão devem atingir quotas de mercado de 30% e 25%, respectivamente. A IEA observa que muitos países ao redor do mundo ainda não desenvolveram uma visão clara ou estabeleceram metas para a mobilidade eletrônica. 

Enquanto as políticas e subsídios do governo desempenham um papel fundamental na eletrificação do transporte, a IEA revela que a parcela dos gastos do governo com VEs está diminuindo e atualmente está em torno de 10%. De acordo com o relatório, os gastos do consumidor em 2020 totalizaram US$ 120 bilhões, em comparação com US$ 14 bilhões dos gastos do governo. 

Havia 370 modelos de carros elétricos em oferta em 2020, o que é 40% maior do que em 2019. As ofertas e opções devem aumentar à medida que 18 das 20 maiores montadoras anunciam seus planos para aumentar ainda mais suas linhas de eletricidade e ampliar a produção de veículos de serviço. Essas montadoras respondem por 90% de todas as vendas globais de automóveis. "As tendências de vendas atuais são muito encorajadoras, mas nossos objetivos compartilhados de clima e energia exigem uma absorção ainda mais rápida do mercado", comenta Fatih Birol, diretor executivo da IEA. "Os governos agora devem estar fazendo o trabalho básico essencial para acelerar a adoção de veículos elétricos, usando pacotes de recuperação econômica para investir na fabricação de baterias e no desenvolvimento de uma infraestrutura de recarga ampla e confiável”.

Veja também

10/05/2021
ENERGIA RENOVÁVEL | Apoio a marco legal para geração própria
10/05/2021
BIOGÁS | Gerando energia elétrica no Paraná
04/05/2021
ENERGIA SOLAR | BMW Group instala placas em fábrica
04/05/2021
VEÍCULOS | Marcopolo produz VLP sustentável
26/04/2021
ENERGIA SOLAR | Minas Gerais tem 938 MW de potência
26/04/2021
COMBUSTÍVEIS FÓSSEIS | Volvo e SSAB vão produzir “veículos limpos”
19/04/2021
ARTIGO | O baixo nível dos reservatórios e o impacto na geração de energia
19/04/2021
ENERGIAS RENOVÁVEIS | Anglo American chega a 100%
11/04/2021
ENERGIA EÓLICA | Petrobras conclui vendas de mangue 3 e 4
07/04/2021
TECNOLOGIA | Projeto de energia térmica solar
07/04/2021
ENERGIA EÓLICA | Criada Coalizão global para a COP26
22/03/2021
ENERGIA EÓLICA | AES Brasil e Itaú Unibanco firmam acordo