25/05/2020
MEIO AMBIENTE

ADM tem plano de redução de impacto ambiental

Empresa do agronegócio, a ADM anunciou que pretende reduzir em 10% o uso intensivo de água e a meta de eliminar 90% do volume de resíduos sólidos gerados até 2035, como parte de um plano arrojado para continuar reduzindo o impacto ambiental da empresa. "Compromissos como esses se tornam ainda mais importantes em meio a um desafio sem precedentes como a pandemia do COVID-19", afirma Juan Luciano, presidente e CEO da ADM. 

No início de 2020, a ADM informou metas para reduzir as emissões absolutas de gases de efeito estufa em 25%, e a intensidade de energia em 15%, no mesmo período. Além disso, a ADM desenvolverá planos de redução do uso de água em áreas de alto risco e de escassez hídrica. As novas metas estão alinhadas aos Objetivos das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável, e serão alcançados a partir da reutilização e reciclagem da água e da descoberta de usos alternativos para os resíduos. Essas metas seguem o plano "15x20" original da ADM, apresentado em 2011, no qual a empresa comprometeu-se a melhorar o uso de energia por unidade; e a reduzir as emissões de gases de efeito estufa, o uso de água e o volume de resíduos gerados até 2020. 

"Sabemos que a preservação dos recursos naturais é fundamental para o nosso futuro e que nossos compromissos com práticas sustentáveis resultarão em uma ADM ainda mais forte e em um mundo melhor", explica Juan Luciano. "Temos orgulho de ser o parceiro que alia o fornecimento a sustentabilidade para nossos clientes e, mais amplamente, estamos comprometidos em promover mudanças, por meio de boas práticas, soluções progressivas e ações conscientes que causam um impacto positivo". O progresso das metas da ADM pode ser conferido no Relatório de Sustentabilidade Corporativa no endereço http://assets.adm.com/Sustainability/2019-Reports/2019-ADM-Sustainability-Report.pdf.