17/09/2019
RECICLAGEM

Aluno quer reaproveitar óleo de cozinha

Aluno do Centro Universitário Salesiano de São Paulo – UNISAL, Adhemar de Carvalho Monteiro Júnior desenvolveu um projeto que facilita o descarte do óleo de cozinha, além de propor a reutilização do resíduo. O aluno de engenharia mecânica quer avaliar o impacto ambiental gerado pelo descarte incorreto do óleo de cozinha. 
 
O estudante idealizou um equipamento capaz de reutilizar o óleo de cozinha, transformando-o em sabão ecológico. Além disso, a meta é que seja algo prático e simples, facilitando o armazenamento, o manuseio e o descarte correto por parte dos cidadãos. "A produção poderá, ainda, reduzir gastos domésticos na compra de sabão e gerar renda extra para quem tiver esse interesse", afirmou o estudante.
 
A proposta socioambiental do projeto foi levada em consideração pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP). A entidade contemplou Adhemar com uma bolsa de iniciação científica por 12 meses para auxiliá-lo no desenvolvimento da pesquisa. O aluno teve a orientação do professor Renann Pereira Gama no processo. "Mesmo em instituições públicas a aprovação de trabalhos por essa agência de fomento é uma tarefa difícil, principalmente pelo alto nível de cobrança e exigência da FAPESP", explicou o docente.
 
A resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA) estima que um litro de óleo de cozinha pode contaminar 25 mil litros de água. No Brasil, a Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (ABIOVE) avalia que há uma produção de três bilhões de litros de óleo por ano. 

Veja também

24/08/2020
ALUMÍNIO | Vendas de latinhas crescem 13,7%
10/08/2020
COLETA SELETIVA | Paraná ganha unidade de reciclagem
03/08/2020
COLETA SELETIVA | Amlurb registra aumento de 35%
27/07/2020
ARTIGO | Contraprova do plástico
20/07/2020
RESÍDUOS | Reciclagem do alumínio é exemplo