24/10/2019
MMA

Bancos podem gerir fundo de multas ambientais

A Medida Provisória nº 900/19 e publicada no Diário Oficial da União autoriza o Ministério do Meio Ambiente (MMA) a contratar, sem licitação e por até dez anos, instituição financeira oficial que vai administrar fundo com objetivo de financiar serviços de preservação, melhoria e recuperação da qualidade do meio ambiente.
 
Inicialmente, este fundo será formado por dinheiro resultante da conversão de multas em razão de infrações administrativas previstas na Lei dos Crimes Ambientais, mas, segundo a MP, poderá receber recursos de terceiros. O texto autoriza ainda desconto de até 60% no valor da multa destinada ao fundo.
 
A MP 900/19 entra em vigor imediatamente, mas depende de confirmação do Congresso Nacional. A MP será examinada por uma comissão mista de deputados e senadores, etapa onde serão apresentadas emendas e realizadas audiências públicas. O texto aprovado pela comissão mista será votado posteriormente pelos plenários da Câmara dos Deputados e do Senado Federal.
 

Veja também

24/08/2020
LEIS AMBIENTAIS | Estudo mostra escassez de recursos
17/08/2020
REESTRUTURAÇÃO | MMA quer maior eficiência na gestão
10/08/2020
MEIO AMBIENTE | MMA reduz meta de preservação em biomas
08/06/2020
MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE | Pedido de impeachment de Ricardo Salles
12/05/2020
PL DO SANEAMENTO | Entidades pedem suspensão de tramitação
18/11/2019
RESÍDUOS SÓLIDOS | MMA divulga resultado de edital 2019