22/03/2020
RESÍDUOS SÓLIDOS

Brasil gera uma montanha de 79 milhões t

Segundo o mais recente Panorama de Resíduos Sólidos da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), o Brasil gerou 79 milhões de toneladas de resíduos sólidos urbanos (RSUs) em 2018, uma média de 216.629 toneladas por dia. Cada habitante gerou em média 380 kg de resíduos em 2018, algo em torno de 1 kg por dia. Os dados foram coletados em 2018 e analisados no ano passado e, segundo a associação, reforça o quadro de ineficiência na gestão dos resíduos pelas autoridades, resultando em graves problemas urbanos.

O estudo indica que 29.5 milhões de toneladas de resíduos acabaram em lixões ou locais similares, ou seja, 40,5% do total de RSUs gerados em 2018 foram destinados por 3.001 municípios para locais desprovidos de qualquer controle. Já 59,5% (43.3 milhões) foram coletados e destinados a aterros em condições, 8% (6.3 milhões) simplesmente não foram recolhidos, ou seja, não houve quem retirasse o lixo da casa destas pessoas. 

Dos 5.570 munícipios do Brasil, 70% (4.070) relatam a existência de ao menos uma iniciativa de coleta seletiva, número que fica bem aquém do esperado quando se revela que este tipo de coleta pode não atender a todos os bairros, enquanto o índice nacional de reciclagem é de apenas 3%.

Veja também

31/03/2020
RESÍDUOS SÓLIDOS | Entidades e governo debatem fim de aterros
31/03/2020
CORONAVÍRUS | Geração de lixo pode aumentar até 25%
16/03/2020
RESÍDUOS | Projeto combate poluição marinha
17/02/2020
RESÍDUOS | Abetre firma acordos com Portugal
15/01/2020
RESÍDUOS SÓLIDOS | Declaração passa a ser eletrônica
25/11/2019
RESÍDUOS SÓLIDOS | Pacto para combate à corrupção