22/04/2020
RIO DE JANEIRO

Caixas d’água em áreas irregulares

A Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae) do Rio de Janeiro lançou um programa para auxiliar no combate à pandemia do COVID-19. O programa contempla a instalação de caixas d’água com capacidade de armazenar até 10 mil litros, conectado a barrilete com bicas, em áreas de ocupação irregular e sem rede de distribuição de água. As caixas d'água serão abastecidas diariamente por um dos 64 caminhões pipa que atuam na Região Metropolitana.

O primeiro sistema de caixas d’água foi instalado na Comunidade do Brejo, na Cidade de Deus. Sistemas iguais serão instalados nas comunidades Camarista Méier, no Engenho de Dentro, e Fim do Mundo, no Complexo da Maré. A Cedae estuda a necessidade de sistema semelhante em outras comunidades.

As medidas buscam garantir o fornecimento de água para comunidades que moram em regiões de construções desordenadas, com moradias sem meios de receber e reservar água, neste período em que é necessário reforçar os hábitos de higiene. A Cedae pede que os moradores consumam água de forma consciente e evitem interferir nos equipamentos instalados, sob risco de causar desabastecimento.

Cerca de 250 trabalhadores do setor operacional da Cedae continuam a atuar diariamente nestas comunidades para atender a demanda dos moradores. Essas equipes realizaram um total de 1.123 atendimentos entre os dias 16 de março e 7 de abril.