17/08/2020
PARÁ

Caixas d’água para moradores de baixa renda

Uma iniciativa do Governo do Pará, por meio da Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa), irá distribuir e instalar caixas d’água à população de baixa renda em Belém a partir de 18 de agosto. A ação faz parte do programa Caixa D’água para Todos, que beneficiará mais de 50 mil pessoas da periferia da capital paraense. “Já foi publicada no Diário Oficial do Estado a ordem de serviço para darmos início aos trabalhos do programa Caixa d’água para todos. O vencedor da licitação é um consórcio de seis empresas que serão responsáveis por sete lotes na Região Metropolitana de Belém”, explicou Diego Batista, engenheiro da Cosanpa. 

A primeira etapa do programa prevê o cadastramento dos moradores, que será realizado pelas empresas vencedoras da licitação. Os moradores precisarão preencher requisitos, como por exemplo, estarem inscritos em programas do Governo Federal. “As equipes sociais das empresas farão visitas às residências e cada pessoa beneficiada assinará um termo de adesão. E ao final da instalação eles vão assinar um termo de recebimento, pois o projeto contempla a entrega de uma caixa d’água e a instalação da mesma”, acrescenta o engenheiro.

O presidente da Cosanpa, José Antonio de Angelis, afirmou que mais de 20 bairros da capital serão contemplados com o Caixa D’água para Todos. “Iremos atender mais de 11 mil residências, totalizando mais 55 mil pessoas beneficiadas”. Cada caixa d’água distribuída e instalada para essa população tem capacidade de 500 litros. No total, 11.060 reservatórios serão distribuídos pelo programa a moradores de 22 bairros de Belém. Os recursos de R$ 26 milhões para o investimento são do Governo do Pará.

A caixa d’água é um item fundamental dentro de casa para armazenamento e segurança de abastecimento em momentos de interrupção por manutenções no sistema de água. A recomendação da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) é que todo imóvel tenha um reservatório para atender as necessidades mínimas dos moradores por um período de, no mínimo, 24 horas.