31/08/2020
CATADORES

CBA adere a iniciativa para ajudar na renda

A Companhia Brasileira de Alumínio (CBA) se uniu à campanha iniciada pela Tetra Pak junto à startup de impacto social Ribon para ajudar catadores autônomos de materiais recicláveis assistidos pela ONG Pimp My Carroça. Com a pandemia COVID-19, cerca de 1 milhão dos catadores de materiais recicláveis tiveram sua renda comprometida com a paralisação das atividades, segundo dados do MNCR (Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis). 

A iniciativa, iniciada em maio, já teve o apoio da Klabin para garantir a continuidade do projeto. A CBA se une às duas grandes empresas para manter o suporte a esses trabalhadores em agosto. "A sustentabilidade é o ponto de partida que orienta e estrutura nossas ações e projetos. O alumínio é uma referência no quesito reciclagem e a CBA atualmente opera abaixo da média mundial de emissões de gases de efeito estufa, apoiando todo tipo de iniciativa sustentável”, diz Fernando Varella, diretor do Negócio Transformados da CBA. A empresa recicla praticamente 100% da sucata interna e atua com uma fábrica para reciclagem de alumínio, além de ser a primeira produtora de alumínio nas Américas a obter a certificação internacional ASI em toda a cadeia produtiva, nos Padrões de Performance e de Cadeia de Custódia ao mesmo tempo. Para contribuir, basta baixar o aplicativo Ribon (https://home.ribon.io) e ler as histórias disponíveis para receber moedas virtuais, chamadas de ribons. De forma interativa, o usuário pode direcioná-las para causas de impacto social de sua escolha - entre elas, a que foca no apoio aos catadores.

Veja também