18/05/2015
RECICLAGEM

Cipatex reutiliza 62 milhões de PETs para produzir revestimentos

A Cipatex reutilizou mais de 62 milhões de garrafas PET de 1,5L na produção das linhas Corano® e Cipaflex®, revestimentos sintéticos para móveis e decoração, em 2014. As embalagens foram recicladas e transformadas em fibras sintéticas, com as quais a empresa produziu as mantas que compõem os produtos.

Conforme Luis Spezzotto, responsável pelo desenvolvimento de produtos para linha moveleira da Cipatex, a utilização de embalagem PET na produção dos revestimentos representa um avanço ao evitar o descarte inadequado de milhares de garrafas na natureza, que demorariam centenas de anos para se decompor. “A sustentabilidade é uma tendência na decoração. O mercado está cada vez mais exigente e oferecer produtos aliando beleza, conforto e matéria-prima de origem sustentável é um diferencial competitivo”, acrescenta. '

Os revestimentos são produzidos com 50% de matéria-prima de origem sustentável, sendo 30% de material reciclado, com a utilização de PETs na manta, e 20% de fonte renovável, por meio, por exemplo, do sal marinho, um dos principais insumos do PVC (Policloreto de Vinila). O PVC é um material plástico que não é 100% originário do petróleo. O produto contém 57% de cloro, proveniente do cloreto de sódio.

Veja também

06/10/2020
PLÁSTICOS | Acordo para evitar despejo em aterro
06/10/2020
LOGÍSTICA REVERSA | São Paulo obriga implantação
24/08/2020
ALUMÍNIO | Vendas de latinhas crescem 13,7%
10/08/2020
COLETA SELETIVA | Paraná ganha unidade de reciclagem
03/08/2020
COLETA SELETIVA | Amlurb registra aumento de 35%
27/07/2020
ARTIGO | Contraprova do plástico