22/01/2021
GEE

Engie e Natura vão compensar emissões de CO2

A Engie e a Natura firmaram parceria, no final de dezembro de 2020, para compensar as emissões de gases de efeito estufa (GEE) reportadas pela fabricante de cosméticos. A compra de créditos de carbono será realizada por meio da Unidade Cogeração de Lages (UCLA), usina a biomassa da Engie, localizada na região serrana de Santa Catarina. 

O contrato prevê a venda de créditos de carbono em quantidade suficiente para compensar, de forma totalmente voluntária, as emissões de 100 mil toneladas de CO2 relativas ao inventário 2019 da Natura. As 100 mil toneladas de CO2 equivalem à emissão média anual de cerca de 45,4 mil brasileiros, de acordo com dados do Banco Mundial, considerando as emissões de CO2 per capita no Brasil em 2,2 tCO2e/ano. “São duas empresas reconhecidas pelo mercado por conta de suas agendas ambiental, social e de governança. A Engie é referência no País na transição para uma economia de baixo carbono e na produção de energia por meio de fontes renováveis”, diz o Diretor-Presidente e de Relações com Investidores da Engie Brasil Energia, Eduardo Sattamini. 

Atualmente, a Engie tem aproximadamente 90% de sua capacidade instalada no Brasil proveniente de fontes renováveis, como usinas hidrelétricas, eólicas, solares e biomassa. “O nosso compromisso é de seguir atuando para reduzir emissões e ajudar o Brasil na busca pelo desenvolvimento sustentável e no enfrentamento das mudanças climáticas”, completa Sattamini.