18/11/2019
RESÍDUOS

Fusão de municípios pode reduzir lixões

A Associação Brasileira de Empresas de Tratamento de Resíduos e Efluentes (Abetre) afirma que a fusão de municípios, incluída na PEC do Pacto Federativo encaminhada pelo Governo ao Congresso Nacional, será positiva para o Brasil no tocante à redução de despesas e equilíbrio fiscal. "É extremamente oportuno revermos o número de municípios no Brasil", enfatiza Luiz Gonzaga, presidente da entidade. "Muitos deles foram criados sem levar em conta aspectos desenvolvimentistas, que resultam em falta de condições para realizar serviços básicos e fundamentais para a população, como a criação de aterros sanitários". Além disso, a entidade diz que a medida contribuirá para a solução de um dos mais graves problemas ambientais do País, que é a existência ilegal de lixões em mais de metade das cidades. 
 
Segundo a Abetre, aproximadamente 60% dos municípios ainda destinam os resíduos produzidos para lixões, o que impacta cerca de 42 milhões de pessoas, além de causar danos ao meio ambiente. Para a entidade, as regiões Centro-Oeste, Norte e Nordeste registram a maior quantidade de destinação incorreta, com mais de 80% dos resíduos indo parar em lixões. O Sudeste vem logo na sequência, com algo em torno de 40% de destinações incorretas. A Abetre calcula que a construção de 500 aterros sanitários resolveria os problemas de descarte irregular no Brasil. 

Veja também

31/03/2020
RESÍDUOS SÓLIDOS | Entidades e governo debatem fim de aterros
31/03/2020
CORONAVÍRUS | Geração de lixo pode aumentar até 25%
22/03/2020
RESÍDUOS SÓLIDOS | Brasil gera uma montanha de 79 milhões t
16/03/2020
RESÍDUOS | Projeto combate poluição marinha
17/02/2020
RESÍDUOS | Abetre firma acordos com Portugal
15/01/2020
RESÍDUOS SÓLIDOS | Declaração passa a ser eletrônica