17/02/2020
COMPORTAMENTO

Meio ambiente preocupa paulistas

Segundo o levantamento “Who Cares, Who Does”, da Kantar, empresa de dados, insights e consultoria, as três questões que mais preocupam o morador da região da Grande São Paulo são a poluição das águas, o desaparecimento e desmatamento da floresta tropical e o desperdício hídrico, respectivamente. 
 
Outro ponto mencionado pelos paulistanos é o plástico. Na hora das compras, 59% dos paulistas preferem alimentos que são embalados de maneira ecologicamente correta e 25% afirmam que - com certeza - pagariam a mais por um produto cuja embalagem seja feita de plástico biodegradável. Os moradores da Grande São Paulo elegem os fabricantes, varejistas e próprio consumidor, nesta ordem de prioridade, como os principais responsáveis pelo desperdício de plástico no meio ambiente. As principais causas de desperdício de plástico nos lares paulistas são os sacos de plástico para carregar compras (55%) e as garrafas plásticas descartáveis (40%). Mais da metade (58%) dos entrevistados também declarou que constantemente se preocupa com os problemas causados pelo plástico aos animais marinhos.
 
40% dos paulistas são favoráveis a comprar alimentos orgânicos (sem agrotóxicos), enquanto 63% optam por produtos naturais (sem processos químicos). Se considerado o comportamento no Brasil, os números são diferentes e 69% dos brasileiros elegem os naturais, enquanto 45% os orgânicos. A população de São Paulo também reduziu o consumo de carne vermelha (16%), versus 22% dos brasileiros. Dentre os consumidores que diminuíram a taxa, 23% foram devido ao corte de gastos com alimentação, 19% por preocupação com conservantes e 18% pelo cuidado com o bem-estar animal.

Veja também

22/06/2020
MEIO AMBIENTE | Inea implanta ecobarreira na Barra
15/06/2020
MEIO AMBIENTE | Atlantic Nickel inaugura viveiro de mudas
02/06/2020
AMAZÔNIA | FAS realiza semana do meio ambiente
02/06/2020
DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE | UFSCar promove webinar com cinco palestras
02/06/2020
MEIO AMBIENTE | Papo Verde sobre política ambiental