27/07/2020
COVID-19

Pandemia afeta indústria de base florestal

Empresa internacional de engenharia, projetos e consultoria, a Pöyry constatou que os impactos da pandemia COVID-19 na indústria de base florestal brasileira foram sentidos de maneiras diferentes pelos vários segmentos que compõem sua cadeia de valor. "A redução na atividade econômica afetou negativamente o consumo de madeira pelas empresas que atuam, principalmente, no mercado doméstico, mais especificamente na produção de painéis de madeira, madeira serrada e papel imprensa", explica Dominique Duly, gerente de consultoria em Energia e Agroindústria da Pöyry no Brasil.

Já as companhias exportadoras – principalmente produtoras de celulose e carvão vegetal para a siderurgia ou compensados – e que não tiveram operações interrompidas, conseguiram manter ou ampliar o nível de produção em função do aumento de competitividade ligado à desvalorização do real frente ao dólar, e da diminuição de produção concorrente da China. A influência da COVID-19 nos preços médios estaduais da madeira foi limitada e bem menor do que os impactos de eventos de mercado mais usuais, tais como alterações de custos o do misto de fornecedores.