27/04/2020
BAÍA DE GUANABARA

Passarelli conclui obra para despoluição

A empresa de engenharia e construção Passarelli concluiu as obras de implantação do Coletor Tronco Cidade Nova, do Programa de Saneamento Ambiental dos Municípios (PSAM) do entorno da Baía de Guanabara. As obras foram entregues um mês antes do prazo fixado pelo TAC - Termo de Ajustamento de Conduta. O coletor tronco tem 4,1 km de extensão e beneficiará 163 mil moradores dos bairros Cidade Nova, Centro, Catumbi, Rio Comprido, Estácio e Santa Tereza - com a coleta de esgoto das residências que, até então, despejavam seus dejetos diretamente na rede de águas pluviais. 

O projeto do Coletor Tronco Cidade Nova direciona para a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) de Alegria, 700 l/s de esgoto proveniente da região central do Rio de Janeiro - o que equivale a 24 piscinas olímpicas por dia -, e que antes iam diretamente para o Canal do Mangue, que deságua na Baía de Guanabara. 

A companhia utilizou no projeto o Método Não Destrutivo (MND), do qual é pioneira, mais especificamente através da cravação de tubos, com máquinas especiais, chamadas Shields, que perfuram o subsolo horizontalmente, entre dois poços de acesso, por onde são passadas as tubulações. Durantes as obras foram utilizados equipamentos nos diâmetros de 1.000mm e 1.500mm, dependendo do trecho. "Devido à complexidade do projeto, utilizamos o Shield e abrimos 37 poços em 4,1km de extensão, o que resultou na redução das interferências nas vias de acesso ao local e não foi necessário destruir toda a extensão do solo sobre a tubulação, causando menos dor de cabeça para o morador do Rio de Janeiro que mora ou trabalha na região", como explica Cássio Neto, Gerente de Obras da Passarelli. 

O Coletor Tronco Cidade Nova faz parte do Programa de Saneamento Ambiental dos Municípios no Entorno da Baía de Guanabara (PSAM), realizado pela SEAS Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade. Além deste projeto do PSAM, a Passarelli também é a responsável pelas obras do Coletor Tronco Faria-Timbó, cujas obras foram iniciadas em março de 2020, com previsão de entrega em dois anos.

A obra do Coletor Tronco Faria-Timbó terá um total de 6.095 m de extensão, coletará 1.049 l/s de esgoto, que atualmente são lançados na Baía de Guanabara.

Veja também

16/12/2019
BAÍA DE GUANABARA | Estação de reciclagem química