24/08/2020
PARAIBUNA

Tratamento de esgoto após 354 anos

O município paulista de Paraibuna ganhou serviço de esgoto sanitário após 354 anos, com a entrada em operação recentemente da Estação Produtora de Água de Reuso (EPAR). Controlada da GS Inima Brasil e Enorsu, em 2015, a Caepa assumiu os serviços e investiu R$ 11 milhões com meta de universalizar os serviços de saneamento. 

Além da implantação do sistema de esgotamento sanitário e da EPAR, a Caepa está modernizando e ampliando o sistema de abastecimento de água. “Mais do que tratar o esgoto doméstico de Paraibuna, a entrada em operação da EPAR significa um salto nas condições de saneamento da população de Paraibuna”, diz o CEO do grupo GS Inima Brasil, Paulo Roberto de Oliveira.

A concessionária investiu R$ 5 milhões na estação, que foi batizada de EPAR José Toledo Diniz, em homenagem a um dos grandes precursores da expansão do saneamento na cidade, o ex-vereador e vice-prefeito paraibunense Zé Caveira. Com capacidade para tratar até dois milhões de litros de esgoto por dia, a EPAR tem todos os processos automatizados e utiliza tecnologia na qual os efluentes domésticos passam por um processo anaeróbio e um pós-tratamento aeróbio, que resulta na remoção de 90% da carga orgânica, sem gerar odores. Essa tecnologia permite que o efluente, depois de tratado, seja disponibilizado como água de reuso para fins não-potáveis.